logo
Agência carioca especializada em turismo cultural para melhor idade. Promovemos diversão, conhecimento e integração em nossos passeios. Nossas viagens são mais do que um simples caminhar. Cuidamos de tudo para que, do começo ao fim, você só se preocupe em desfrutar desses momentos.
Ultimas Postagens
(21) 98208-8506
contato@alextourviagens.com.br

NOS SIGA NAS REDES:

(21) 98208-8506
Topo
25 jan

5 motivos para conhecer Araxá, MG

A Páscoa Iluminada em Araxá, Minas Gerais. Este é considerado o maior evento de Páscoa do Brasil e acontece na cidade de Araxá, na mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

Com pouco mais de 100 mil habitantes, Araxá é uma das mais belas instâncias hidrominerais do Brasil. É um convite ao lazer, cultura e gastronomia.

Para quem gosta de conhecer igrejas, a igreja matriz de São Domingos de Gusmão, uma das mais belas de Minas, é um deslumbramento de arte e tradição. Possui mais de mil metros quadrados de pinturas ao estilo neo gótico totalmente conservadas. Mas tem mais. Muito mais.

A seguir, veja uma lista com as principais atrações turísticas e motivos para conhecer Araxá:

Casa da Dona Beja.

1. Museu de Dona Beja

Uma das personagens mais famosas de Minas Gerais, Dona Beja, que na televisão foi vivida por Maitê Proença, tem um museu totalmente dedicado a ela. Nele, os visitantes podem conhecer um pouco da importância desta que foi a mais influente mulher do século XIX na região.

Além de vestimentas, utensílios pertencentes à Dona Beja e até documentos podem ser apreciados. O museu, que foi criado em 1965, também tem itens arqueológicos pertencentes à Tribo dos Arachás, além de itens sacros, religiosos. Conta com visita guiada. Vale muito a pena conhecer.

2. Fundação Cultural Calmon Barreto

Calmon Barreto é um dos grandes nomes das artes plásticas de Minas Gerais. Nascido em 1909, dedicou-se à pintura e à escultura e eternizou sua arte em milhares de gravuras e pinturas impressas nos periódicos publicados no Rio de Janeiro (livros, contos, crônicas etc.). Também executou um grande número de esculturas, medalhões e camafeus.

Obra de Calmon Barreto.

Além de preservar mais de 300 itens, sendo considerado o maior museu dedicado a um único artista, a Fundação Cultural Calmon Barreto é um órgão público que cuida da articulação, gestão e promoção conjunta e coordenada de iniciativas na área cultural. Tem como objetivo desenvolver a cultura na região com pleno exercício dos direitos e acesso às fontes da cultura nacional em Araxá.

3—Fábrica de sabonetes medicinais Nur Dona Beja

Araxá e conhecida pela sua estancia hidromineral do Barreiro, local famoso pelas minas de águas sulfurosas e radioativas para consumo e pelos banhos de lama. Tanto que a cidade é famosa por ser o local onde Dona Beja, segundo narrativas dos moradores da região, se banhava para hidratar a pele e mante-la, saudável e jovial.

A partir das nascentes de água sulfurosa e radioativas, são produzidos os famosos sabonetes de Lama Negra Sulfurosa, além dos sabonetes de sais minerais entre outros. A mais famosa das fábricas é a Nur Dona Beja.

4 — Lojinha de doces da Dona Joaninha

A doceira mais famosa de Araxá, Joana D’Arc Almeida, nasceu em Catalão (GO), em 1933, mas na década de 1950 migrou para a pequena cidade mineira. Viúva de Cyro Almeida, comerciante de Araxá dono da primeira loja a vender eletrodomésticos na cidade a Casa Rex, Dona Joaninha, começa em 1971 a fabricar doces em compotas.

A partir daí, a fama da doceira se espalha pela cidade e é levada para outros lugares do Brasil através dos turistas. Os doces de Dona Joaninha são sempre citados no Guia Quatro Rodas e em sites turísticos como o TripAdvisor.

Hoje, além dos doces em compotas, Dona Joaninha revende queijos, pimentas, biscoitos, cachaças e outros item ligados a cultura gastronômica mineira.

5 — O Grande Hotel Araxá

O Grande Hotel Araxá, um luxuoso resort com mais de 70 anos de história, que foi inaugurado por Getúlio Vargas e ainda hoje é um dos maiores atrativos turísticos do Triângulo Mineiro.

Com estilo arquitetônico encontrado em antigas construções da América espanhola, em países como Venezuela e Colômbia, o Grande Hotel Araxá parece cenário de filmes épicos. Internamente, segue um estilo neo-clássico (colunas, capitéis e arcos). As paredes revestidas de barro avermelhado imprimem um ar simples sofisticado. Os jardins imponentes foram projetados pelo famoso pintor e paisagista Roberto Burle Marx.

O complexo das termas do Grande Hotel oferece diversos banhos alternativos, massagens e tratamentos estéticos que oferecem uma experiência única para seus hóspedes.


Comments

comments

Deixe uma resposta:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: