logo
Agência carioca especializada em turismo cultural para melhor idade. Promovemos diversão, conhecimento e integração em nossos passeios. Nossas viagens são mais do que um simples caminhar. Cuidamos de tudo para que, do começo ao fim, você só se preocupe em desfrutar desses momentos.
Ultimas Postagens
(21) 98208-8506
contato@alextourviagens.com.br

NOS SIGA NAS REDES:

(21) 98208-8506
Topo
 

A Primeira Missa no Brasil

Victor Meirelles
22 abr

A Primeira Missa no Brasil

por Alex Brando

A principal cousa que me moveu a mandar a povoar as ditas terras do Brasil foi para que a gente dela se convertesse à nossa santa fé católica

O trecho acima foi retirado de uma correspondência entre D. João III e Tomé de Souza, que em 1548 tornou-se o primeiro governador geral do Brasil. Nele, é possível perceber a preocupação do rei português com a expansão do catolicismo.

Com o Descobrimento do Brasil, em 22 de abril de 1500, uma sucessão de novas experiências abriu-se tanto para os europeus quanto para os nativos (indígenas) que aqui viviam. O encontro entre essas duas culturas foi permeado por um misto de curiosidade, estranheza, interação e violência. Nos primeiros dias em que a expedição de Pedro Álvares Cabral esteve no Brasil após aportar, um dos primeiros gestos de exposição da cultura europeia aos povos que aqui viviam foi a celebração de uma missa.

Foi dentro deste contexto de expansão do cristianismo que o frei franciscano Henrique de Coimbra (1465-1532), célebre missionário na Índia e na África, celebrou a primeira missa nas terras recém-descobertas por Portugal e que viria a se tornar o Brasil no dia 26 de abril de 1500, domingo de páscoa. O religioso havia sido escolhido como guardião dos conventos que a Ordem Franciscana iria edificar na Índia sob os auspícios papais. Na frota comandada por Pedro Álvares Cabral, ele comandava um grupo de clérigos seculares que se destinavam a comandar missões no Oriente.

Primeira Missa no Brasil, pintura de Victor Meirelles – (c. 1860).

A missa celebrada por frei Henrique teve a co-celebração de todo o grupo de frades e sacerdotes que integravam a frota no Ilhéu da Coroa Vermelha. A cerimônia foi assistida pelos portugueses e pelos nativos. De acordo com as anotações de Pero Vaz de Caminha, o sermão realizado sobre a chegada dos portugueses e a terra recém-descoberta constituiu a primeira peça de oratória sacra do Brasil.

A principal fonte que os historiadores dispõem sobre como foi a realização dessa missa é a Carta de Pero Vaz de Caminha. Essa carta mostra o comportamento dos nativos diante do rito cristão:

Enquanto assistíamos à missa e à pregação, folgava na praia um grupo de gente […] com seus arcos e setas. E olhando-nos, sentaram-se. Depois de acabada a missa, quando estávamos sentados ouvindo a pregação, muitos deles levantaram-se e começaram a tocar corno ou buzina, saltando e dançando por um bom tempo. Alguns deles se metiam em jangadas – duas ou três que lá tinham – as quais não são feitas como as que eu já vi: somente são três traves, atadas entre si. E neles subiam quatro ou cinco, ou só que quisessem, não se afastando quase nada da terra, indo só onde dava pé.”

Ao obter a dupla missão de dilatação do império e da fé, cabia à Coroa o papel de padroeira da Igreja Católica nas terras recém-conquistadas. Procurava-se, então, não apenas superar o desafio representado pela descoberta de novas terras, mas também obter uma compensação pelas perdas territoriais que a cristandade sofreu após o início da Reforma Protestante. Sob o aspecto religioso, a expansão do rebanho católico está inserida no contexto da chamada contrarreforma, que foi uma série de medidas empreendidas pela Igreja Católica procurando conter o aumento do número de adeptos do protestantismo na Europa e estimular a expansão da fé católica na cristandade fiel a Roma.

A Primeira Missa

O quadro de Victor Meirelles (1832-1903) ficou famoso ao procurar recriar a cena desta primeira missa celebrada no Brasil em Porto Seguro:

Seu quadro “Primeira Missa no Brasil” foi inspirado no quadro de outro pintor chamado de Pharamond Blanchard (1805-1873), cujo título era “Primeira Missa nas Américas”. A finalidade da pintura de Meirelles não era meramente retratar o acontecimento histórico da missa descrita por Caminha, mas construir parte da memória histórica brasileira por meio da pintura.

A primeira Missa na America de Pharamond Blanchard.

Curiosidades sobre o quadro A Primeira Missa no Brasil:

  1. os nativos estão ao lado esquerdo da tela, enquanto os portugueses estão localizados à direita, na tela, temos a divisão das duas culturas bem divididas e separadas como se fossem um choque ou um encontro entre elas.
  2. os índios estão na parte interna do país e os português mais próximos ao mar, mostrando claramente que os europeus haviam chegado a terra.
  3. os portugueses foram pintados com feições bastante serenas, confortáveis. Já os índios são retratados com feições curiosas. A intenção do autor pode ter sido demonstrar a conquista da terra pelos lusitanos – neste caso, com uma invasão cultural, sem violência.
  4. os elementos culturais demonstram a dominação portuguesa: a cruz ao centro, trazendo consigo a doutrina cristã; e acima dos espectadores, demonstrando a imposição desta nova religião aos nativos.

Quem foi Victor Meirelles.

Victor Meirelles de Lima nasceu em Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, em 18 de agosto de 1832, filho do imigrante português Antônio Meirelles de Lima e da brasileira Maria da Conceição.

Pintor, desenhista e professor, começou sua trajetória precocemente, realizando paisagens da cidade. Frequentou a Academia Imperial de Belas Artes, no Rio de Janeiro e aos vinte anos, conquistou o Prêmio Especial de Viagem à Europa. De 1853 a 1861, viveu primeiro na Itália e em seguida na França, onde se dedicou ao estudo e ao trabalho. Foi professor honorário da Academia Imperial de Belas Artes, onde ensinou pintura histórica e professor do Liceu de Artes e Ofícios, no Rio de Janeiro.

Victor Meirelles de Lima.

Autor de quadros históricos, retratos, panoramas e da mais popular das telas brasileiras, “Primeira Missa no Brasil”, exposta no Salão de Paris em 1861 (obra pertencente ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes/IBRAM/MinC), Victor Meirelles deixou um extraordinário acervo, minuciosos esboços, estudos em papel e óleos sobre tela. O artista faleceu no Rio de Janeiro em 22 de fevereiro de 1903.

O tema A Primeira Missa no Brasil, também foi tema de um quadro pintado por Cândido Portinari em 1948, hoje pertence ao Acervo do Museu Nacional de Belas Artes.

A Primeira Missa Cândido Portinari.

Hoje comemoramos 520 do descobrimento do Brasil pelos portugueses, mas não devemos esquecer que esse paraíso tropical já era ocupado pelos indígenas há muito e muitos anos.

 

Viaje Conosco

Aéreo
A capital do estado ostenta o título de maior cidade do hemisfério sul e uma das mais populosas do mundo. São Paulo é o centro mais cosmopolita do País. Capital da cultura, da gastronomia, do entretenimento, especialmente o noturno, da economia, da moda e muito mais. É lá que será realizada a partida de abertura da Copa do Mundo da Fifa, na Arena Corinthians, em 12 de junho de 2014. O estádio receberá outros cinco jogos do torneio. São Paulo tem tudo que o visitante espera e a qualquer hora…
04 noites

Comments

comments

Deixe uma resposta:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: