logo
Agência carioca especializada em turismo cultural para melhor idade. Promovemos diversão, conhecimento e integração em nossos passeios. Nossas viagens são mais do que um simples caminhar. Cuidamos de tudo para que, do começo ao fim, você só se preocupe em desfrutar desses momentos.
Ultimas Postagens
(21) 98208-8506
contato@alextourviagens.com.br

NOS SIGA NAS REDES:

(21) 98208-8506
Topo
 

5 parques de Curitiba para se conhecer:

12 jun

5 parques de Curitiba para se conhecer:

por Alex Brando

A capital paranaense, com grandes propostas urbanísticas de mobilidade e bem estar da população, transformou áreas degradadas e grandes espaços urbanos, criando diversos parques e revitalizando o seu entorno.

Essas mudanças transformaram o município em cidade verde e atraindo turista de diversas regiões do país. Neles conhecemos a flora do Paraná, a história dos colonizadores é o belo por do sol de Curitiba. Visite-os você irá amar.

Jardim Botânico

Inspirado nos jardins franceses é um ícone de Curitiba. Restaurado em 1971. A estufa metálica abriga espécies botânicas que são referência nacional. Conta ainda com o Museu Botânico, o Jardim de Plantas Nativas e o Jardim das Sensações, que o visitante percorre de olhos vendados, explorando a trilha com os demais sentidos. Rua Engenheiro Ostoja Roguski – Jardim Botânico

Estufa do Jardim Botânico de Curitiba.

Memorial Polonês – Bosque João Paulo II

Museu ao ar livre, com sete casa de troncos encaixados, sem pregos, inaugurado em 1980, após a visita do Papa João Paulo II a Curitiba. Em meio às trilhas e à reserva de 300 araucárias, as casas compõem o memorial da imigração polonesa, com objetos do cotidiano, os instrumentos de trabalho e a imagem da padroeira, a Virgem Negra de Czesochowa. Rua Euclides Bandeira, s/n – Centro Cívico.

Memorial Polonês, localizado próximo ao Museu Oscar Niemeyer.

Bosque Alemão

Inaugurado em 1996, é o memorial germânico de Curitiba. Em meio à mata nativa estão o Oratório de Bach (réplica de uma antiga igreja presbiteriana de madeira); a trilha de João e Maria (que narra o conto dos irmãos Grimm) a Casa da Bruxa (com biblioteca e hora do conto); a Torre dos Filósofos (mirante); e a Praça da Poesia Germânica (com portal que reproduz a fachada da Casa Mila, construção do início do Séc. XX) Há duas paradas da Linha Turismo, a primeira para embarque e a segunda para desembarque no início da trilha. Rua Francisco Schaffer s/n – Vista Alegre

Portal da Poesia Germânica – Bosque Alemão.

Parque São Lourenço

Inaugurado em 1972 para recuperar os estragos do rompimento da barragem do Rio Belém, uma antiga fábrica de adubos foi transformada no Centro de Criatividade de Curitiba, com cursos, oficinas e exposições. Tem o teatro Cleon Jacques, trilhas para caminhada e pista para carrinho de rolimã.  Rua Mateus Leme, 4700 – São Lourenço.

Parque São Lourenço – Curitiba.

Parque Tanguá

Inaugurado em 1996, faz parte do projeto de preservação do Rio Barigui. Tem duas pedreiras unidas por um túnel de 45 metros de extensão. Possui ainda pista de caminhada, ciclovia, mirante e o Jardim Poty Lazzarrotto. Proporciona a melhor vista do pôr-do-sol de Curitiba. Ruas Oswaldo Maciel, 97.

Parque Tanguá, erguido dentro de um conjunto de pedreiras desativadas em Curitiba.

Viaje Conosco

Aéreo
Fundado em 1693, a partir de um pequeno povoado bandeirante, Curitiba tornou-se uma importante parada comercial com a abertura da estrada tropeira entre Sorocaba e Viamão, vindo, em 1853, a ser a capital da recém-emancipada Província do Paraná. Desde então, a cidade, conhecida pelas suas ruas largas, manteve um ritmo de crescimento urbano fortalecido pela chegada de uma grande quantidade de imigrantes europeus ao longo do século XIX, na maioria alemães, poloneses, ucranianos e italianos, que contribuíram para a diversidade cultural até hoje permanente.
05

Comments

comments

Deixe uma resposta:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: