logo
Agência carioca especializada em turismo cultural para melhor idade. Promovemos diversão, conhecimento e integração em nossos passeios. Nossas viagens são mais do que um simples caminhar. Cuidamos de tudo para que, do começo ao fim, você só se preocupe em desfrutar desses momentos.
Ultimas Postagens
(21) 98208-8506
contato@alextourviagens.com.br

NOS SIGA NAS REDES:

(21) 98208-8506
Topo
 

Pisa além da Torre

Pisa - Itália
1 jun

Pisa além da Torre

por Alex Brando

Durante grande parte da Idade Média, a poderosa frota armada de Pisa garantiu-lhe o domínio do Mediterrâneo ocidental. Ligações comerciais com a Espanha e Norte da África, no séc. XII, trouxeram grande riqueza e a base para a revolução cultural ainda visível nos esplendidos edifícios de Pisa – na Piazza dei Miracolli podemos conhecer a Porta de Santa Maria, O Batistério de São João, a Catedral de Pisa – dedicada a Virgem Maria, o Campanário conhecido como Torre de Pisa e o Camposanto Monumentalle. O declínio da cidade começou em 1284, com sua derrota para Gênova, sendo acelerado pelo assoreamento do porto. Em 1406, foi conquistada pelos florentinos. Mas sua pior crise foi em 1944, com o bombardeiro dos Aliados.

Piazza dei Miracolli – Batistério, Duomo e Torre – Pisa.

Pisa encontra-se a 85 km do centro de Florença na província da Toscana. Mas existe locais a visitar além das muralhas medievais, indicamos abaixo locais para se conhecer a pé.

Igreja de Santa Maria della Spina

Erguida a beira do Rio Arno, a pequena Chiesa de Santa Maria della Spina ou traduzindo para o português: Igreja de San Maria do Espinho, e mais conhecida pelos moradores como Igreja dos Espinhos.

Erguida em 1230, pelos mercadores da Familia Gualandi, seu primeiro nome foi Chiesa Santa Maria di Pontenovo, porque ficava localizada depois da ponte nova erguida sobre o Rio Arno.

O nome e alterado em 1333, quando os cruzados doam a Igreja, o que seria um espinho da coroa de Espinho de Jesus Cristo, passando naquele momento a se chamar Chiesa de Santa Maria della Spina.

Igreja di Santa Maria della Spina – Pisa – Itália.

No telhado dessa minúscula igreja, despontam vários pináculos góticos, agulhas em miniatura e nichos que abrigam estátuas de apóstolos e santos. Em 1871, a igreja foi desmontada e reconstruída em um nível mais alto devido à perigosa infiltração de água do Rio Arno.

A igreja hoje não guarda o Espinho da Coroa, que se encontra na Chiesa de Santa Chiara em Roma. A Comuna de Pisa, administra a Igreja atualmente.

Palazzo Medici

O belo palácio pertenceu aos Appiano que dominaram Pisa de 1392 a 1398. Em 1400 passou para a Família Medici, e aí viveu também Lourenço, O Magnifico. O corpo central tem três andares de pedra branco-cinzenta e abre suas portas para o Rio Arno como um belo portal; delicados elementos em ogiva criam uma fachada leve e harmoniosa. O edifício hoje pertence a Comuna de Pisa (Prefeitura) e está localizado entre a Ponte do Meio e a Ponte de Fortaleza.

Vista do lungarno Mediceo com o Palazzo Medici (à esquerda) e a igreja e o convento de San Matteo, em uma foto de Paolo Monti, 1973.

Lourenço, o Magnífico (Lorenzo il Magnifico) por seus contemporâneos florentinos, foi diplomata, político, mecenas de artistas e poetas e patrono de acadêmicos. Teve a oportunidade de ver o início da renascença italiana, sua morte marca o fim da chamada Idade de Ouro de Florença. Está enterrado na Capela dos Médici em Florença.

Cappelle Medicee

Ponte do Meio ou Ponte Di Mezzo

Colocada mesmo no meio da cidade, ela liga as áreas mais animadas da cidade, foi erguida pela primeira vez em pelos romanos e atendeu aos moradores da cidade durante séculos, sendo a única ponte da cidade. Em 1388 foi reconstruída por Pietro Gambacorta, que com o abandono e falta de manutenção foi a ruína ate que em 1660, foi reconstruída pelo arquiteto Francesco Nave e perdurou ate 1943, quando foi bombardeada no dia 31 de agosto.

A ponte nova, foi erguida no início da década de 50 em uma única arcada.

Ponte Di Mezzo, erguida após a segunda guerra mundial.

Chiesa di Santa Caterina d’Alessandria

Erguida pelos frades franciscanos em 1220, o complexo se compunha de Igreja e Hospital, com os anos de obras a igreja e concluída em 1326. O hospital transforma-se em convento para os franciscanos e a igreja passa por novas obras até o incêndio de 1651.

Após esse evento, o complexo passou por um importante trabalho de restauração, no qual, entre outras coisas, foram construídos os altares laterais da igreja. Outros trabalhos de restauração foram realizados no século seguinte.

Chiesa di Santa Caterina d’Alessandria e Convento dos Franciscanos. Pisa – Italia.

A fachada em mármore branco com pequenos detalhes em mármore em tons acinzentados apresenta na parte superior uma elegante galeria gótica como duas ordens. Ao centro a rosácea do gótico italiano.

A fachada em mármore branco com pequenos detalhes em mármore em tons acinzentados.

A igreja tem uma grande importância por ser o local do tumulo de Gherando Compagni, para marcar o seu sarcófago, foi esculpido uma estátua da Pietà concluída no séc. XVI e ate hoje admirado pelos pisanos.

Os Lungarnos de Pisa

Os Lungarnos, em Pisa, com os edifícios maravilhosos que decoram as margens e os pontes que sobreviveram aos bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial, são a mais sugestivos e famosos lugares de Pisa, bem como entre os mais românticos! Os Lungarni são também o lar de muitos hotéis que, por sua centralidade, são o lugar ideal para os turistas que visitam a cidade.

Vista aérea da Lungarno Antonio Pacinotti – Pisa.

Mas o fabuloso espetáculo na cidade sempre ocorre na semana do dia 16 de junho, quando ocorre a Festa de San Ranieri, e as Lungarno Mediceo e a Lungarno Galilei, se transformam, tendo as fachadas dos edifícios todas iluminadas.

Por do sol em Pisa, vista da Ponte do Meio.

As luzes refletem nas águas do Rio Arno e juntamente com o por do sol, o fim do dia torna-se em um lindo espetáculo italiano.

Que tal, você gostou das informações que trouxemos sobre Pisa e seu patrimônio cultural? Deixe seu comentário!

Viaje Conosco

Aéreo

Itália R$5140

Deixe-se apaixonar por costumes muitos próprios e pelo estilo de vida descontraídos que a expressão "dolce far niente" preconiza.
15 dias

Comments

comments

Deixe uma resposta:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: