logo
Agência carioca especializada em turismo cultural para melhor idade. Promovemos diversão, conhecimento e integração em nossos passeios. Nossas viagens são mais do que um simples caminhar. Cuidamos de tudo para que, do começo ao fim, você só se preocupe em desfrutar desses momentos.
Ultimas Postagens
(21) 98208-8506
contato@alextourviagens.com.br

NOS SIGA NAS REDES:

(21) 98208-8506
Topo
 

Sinha Olympia, quem é você???

Ouro Preto - MG
27 mar

Sinha Olympia, quem é você???

Sinhá Olympia quem é você?

 

O ano de 1990 começava, e naquele carnaval a Estação Primeira de Mangueira, nos apresentou uma personalidade mineira, pouco conhecida entre os moradores do estado de Minas Gerais, quiçá do Brasil. Com o título “E deu a Louca no Barroco”, a escola contata a história da mulher mais pitoresca de Ouro Preto – Sinhá Olímpia!!!

A musica já dizia:

Viveu

Em vila rica a cinderela

Entre sonhos e quimeras

De raríssimo esplendor

Brilhou

Como o sol da primavera

E a beleza de uma flôr …

Jurandir da Mangueira -GRES Estação Primeira de Mangueira – 1990.

Mas quem foi Sinhá Olímpia?

Olympia Angélica de Almeida Cotta, nasceu no distrito de Santa Rita Durão, na cidade mineira de Mariana, em fins do séc. XIX, sem data certa. O distrito fica 50 km de Ouro Preto.

Conta a memorial oral do povo de Ouro Preto, que Olympia, ou Sinhá Olympia, era filha de pai rico, que se apaixonou na juventude por um farmacêutico pobre. Pela diferença social, a família a proibiu de viver esse lindo amor.

O rapaz afastado dela, morre de tristeza e Olympia começa a vagar pela cidade.

Alguns moradores atribuíram a sua loucura a esse fato de um amor proibido.

Não se sabe em que momento isso ocorreu. Mas conta-se que desde então, ela vivia vagando pela cidade com vestimentas do Sec. XVIII.

Portava chapéus extravagantes, um cajado na mão, contava histórias que havia vivido, como tendo um caso com o alferes Joaquim da Silva Xavier – o Tiradentes.

Ou foi amada pelo poeta Claudio Manoel da Costa, poeta do barroco e arcadismo mineiro.

 

Mas fato é, circulava pela Ouro Preto contando histórias e pedia em troca algum dinheiro ou uma dose da Marvada – Pinga. E considera pela cantora Ria Lee, a primeira hippie do Brasil e transformou-se em musa em Poemas de Carlos Drumond e Andrade e letras de Milton Nascimento.

 

Veio a falecer em 1976 aos 87 anos e anos depois foi homenageada pela Estação Primeira de Mangueira.

 

Se viveu e foi amada por Tiradentes ou Claudio Manoel da Costa, nunca saberemos!!! Mas que foi uma figura pitoresca de Ouro Preto. Sim ela foi!!!!

Viaje Conosco

Nenhum tour corresponde aos seus critérios

Comments

comments

Deixe uma resposta:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: