logo
Agência carioca especializada em turismo cultural para melhor idade. Promovemos diversão, conhecimento e integração em nossos passeios. Nossas viagens são mais do que um simples caminhar. Cuidamos de tudo para que, do começo ao fim, você só se preocupe em desfrutar desses momentos.
Ultimas Postagens
(21) 98208-8506
contato@alextourviagens.com.br

NOS SIGA NAS REDES:

(21) 98208-8506
Topo
 

Visconde Mauá

Beleza de Tirar o Folego
16 jul

Visconde Mauá

Beleza de Tirar o Folego

por Daniel Barbosa

A natureza é, sem dúvida, um dos principais atrativos da Região das Agulhas Negras. São centenas de trilhas, lagos, mirantes e cachoeiras, que oferecem ao turista aventura e encantamento. Além da fauna e flora preservadas, que dão à região o status de um dos locais do Brasil com maior índice de cobertura original de Mata Atlântica. As cidades que fazem parte das Agulhas Negras estão encravadas ao pé da Serra da Mantiqueira, paredão verde que se espalha por três estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Mas apesar de bela, a natureza exige respeito. Por isso mesmo vai aí um alerta para todos os turistas que pretendem se divertir nas cachoeiras da região: no verão é importante ficar atento às trombas d´água. Ao perceber elevação do nível da água e o céu escurecendo na parte de cima da serra, saia o mais rápido possível. Recentemente três pessoas morreram durante uma tromba d´água em Itatiaia. 

Parque Nacional

Subindo a serra em direção a Itatiaia temos como principal atrativo o Parque Nacional do Itatiaia. Primeira reserva desse tipo do Brasil, o parque foi criado em 1937, pelo então presidente Getúlio Vargas. São 30 mil hectares de uma exuberância impressionante. O parque é como o vinho: quanto mais velho, mais bonito. Prova disso é o volume de turistas, que não para de crescer. A reserva recebe, em média, 100 mil visitantes por ano. No parque eles têm a chance de observar 1,5 mil  espécies de plantas e 400 espécies de animais. 

A parte baixa do parque, com acesso pela BR-354, é a mais procurada. É lá que está o Centro de Visitantes, onde o turista recebe uma série de informações sobre os atrativos e o que pode e o que não pode ser feito na reserva. Entre os atrativos da parte baixa estão 15 trilhas e oito cachoeiras, como a conhecida como Poço das Esmeraldas. 

Cachoeira do Escorrega – Próximo de Visconde de Mauá.

Pelo distrito de Engenheiro Passos é possível chegar à parte alta do parque, que está a 2,4 mil metros acima do nível do mar. Lá está o quinto ponto mais alto do Brasil: o Pico das Agulhas Negras, com 2.791 metros de altitude. A vegetação é mais baixa e a paisagem ainda mais deslumbrante. Todos os anos centenas de turistas se aventuram nas trilhas da parte alta. Mas atenção: para acessá-las é preciso contratar um guia credenciado. E doses extras de coragem e resistência também! Uma das mais procuradas é a travessia Rui Braga, que liga a parte alta à parte baixa do parque. São 21 quilômetros de trilhas pela mata. Certeza de visual deslumbrante e muitas, mas muitas fotos. 

Visconde de Mauá

As pés do Parque Nacional está a região de Visconde de Mauá, considerada como um dos destinos turísticos mais procurados do estado. Formada pelas vilas de Mauá (Resende), Maromba (Itatiaia) e Maringá (Itatiaia), a 1,3 mil metros de altitude, a região conta com  cachoeiras de águas cristalinas. Mauá consegue ser, ao mesmo tempo, romântica e radical. São 140  hotéis e pousadas, 2,5  mil leitos e 80 bares e restaurantes. 

Pousadas em Visconde de Mauá.

Um paraíso que parece ter ficado mais perto depois da reforma da RJ-163, que liga a Via Dutra á região. A estrada que era de terra foi totalmente reformada. Virou estrada parque.  Iniciada em 2009, a obra foi inaugurada em dezembro de 2011. Foram quase R$ 5 milhões, investidos na pavimentação de 11 quilômetros de estrada. 

Entre os principais atrativos naturais estão quedas d´água e trilhas. O mais conhecido é a Cachoeira do Escorrega, cartão postal de Visconde de Mauá, a 3 quilômetros acima da Vila da Maromba. A cachoeira é um tobogã natural, que foi esculpido pela natureza após uma forte tempestade (cabeça d´água) em 1966, permitindo um deslizamento perfeito que desemboca numa piscina natural profunda de águas limpas e cristalinas. 

Cachoeiras da Região de Visconde de Mauá.

A Região de Visconde de Mauá foi colonizada em sua grande maioria por suíços, alemães e austríacos, que chegaram entre 1908 a 1911. Mas a região também recebeu portugueses, espanhóis, italianos, poloneses, húngaros, franceses e russos. 

Serrinha do Alambari

Acima de Penedo e abaixo de Visconde de Mauá está a Serrinha do Alambari. Assim como o Parque Nacional e a Região de Mauá, o distrito, que pertence a Resende, é uma APA (Área de Proteção Ambiental). Tanto que os proprietários de terrenos da parte mais alta estão proibidos de construir. O índice de desmatamento tolerado é zero. Caça e pesca também estão vetadas. Assim como a extração do Palmito Juçara, considerado em extinção. 

Na Serrinha o turista irá encontrar trilhas e piscinas naturais, formadas pelos rios Santo Antônio, Alambari e Piratininga. As mais procuradas são o Poço das Esmeraldas, da Sauna, de Cima e Bananal. Em muitas delas é comum a prática do aquatrekking, que consiste em se caminhar por dentro dos rios, transpondo pedras, quedas d’´água e outros obstáculos.

Poço da Esmeralda – Serrinha do Alambari.

Outro atrativo é a icônica Pedra Sonora, que emite um som bem singular ao receber a batida de qualquer outro objeto. Quem quiser se aventurar nas trilhas é bom tomar cuidado. Apesar de curtas, são muito ingrimes e escorregadias. As mais bonitas são as que levam ao Poço dos Dinossauros e ao Poço do Céu, que ficam em propriedade particular (é cobrado ingresso de R$ 30 por pessoa + guia). 

Pedra Sonora – Serrinha do Alambari.

A ocupação da Serrinha começou na década de 70, através da instalação de uma unidade do Camping Clube do Brasil. Hoje, o distrito é formado em sua grande maioria por proprietários de casas de veraneio.

Que tal, ficou com vontade de conhecer mais a história de Penedo? Faça contato conosco e veja como podemos ajudá-lo a organizar sua viagem!

Viaje Conosco

Rodoviário

Penedo R$190

Que tal um sábado animado! Num clima de inverno, degustando uma deliciosa Truta ou um saboroso chocolate, em Penedo. Passeio a Penedo - a Pequena Finlandia.
01 dia

Comments

comments

Deixe uma resposta:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: